XXV Congresso da ANMP elege autarcas durienses

0

Reunida em congresso, em Aveiro, no passado fim de semana (11 e 12 de dezembro), a Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP) elegeu os novos elementos que constituem os seus órgãos.

No Conselho Diretivo (CD), presidido pela primeira vez por uma mulher, a autarca matosinhense, Luísa Salgueiro, estão os autarcas, Rui Santos (3º), de Vila Real, e Manuel Cordeiro (14º), de S. João da Pesqueira, que inaugura também a presença de autarcas independentes nos órgãos da associação. Entre os 17 suplentes do CD está, em 12º lugar, o autarca lamecense, Francisco Lopes.

Com 61 lugares efetivos e 61 suplentes, o Conselho Geral é o que mais autarcas comporta, no total, do território CIM Douro, são seis. João Paulo Fonseca (Armamar) em 15º, João Gonçalves (Carrazeda de Ansiães) em 20º e Valdemar Pereira (Tarouca) em 60º, são os efetivos. Entre os suplentes estão, José Paredes (Alijó) em 15º, Luís Machado (Santa Marta de Penaguião) em 54º, e Paulo Silva (Mesão Frio) em 58º.

Na Mesa do Congresso, presidida pelo autarca da capital, Carlos Moedas, a região é representada por Paulo Figueiredo, em segundo lugar, estando ainda entre os suplentes, a autarca de Penedono, Cristina Ferreira.

Mário Artur Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Murça, é o 7º elemento da lista eleita para o Conselho Fiscal.

No total, são 12 os autarcas durienses eleitos para os órgãos da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, num congresso que fica ainda marcado pelo apoio demonstrado por Marcelo Rebelo de Sousa, a um referendo à regionalização, em 2024.

Poderá ler esta reportagem completa, com declarações exclusivas ao VivaDouro, de vários autarcas no decorrer do congresso, na nossa edição de dezembro, nas bancas a partir do dia 22.