Primeiro-ministro visita Alijó

Foto: Direitos Reservados

Foto: Direitos Reservados

No dia 23 de maio, Pedro Passos Coelhos esteve no concelho de Alijó. Durante o dia, o primeiro-ministro, inaugurou alguns dos investimentos da família Symington e o Quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alijó.

A manhã para os alijoenses distinguiu-se de todas as outras devido à visita de Pedro Passos Coelho ao município. O chefe do Governo inaugurou a Adega de Lagares e o Centro de visitas da Quinta do Bonfim, no Pinhão, onde a família Symington investiu 2,9 milhões de euros.
O primeiro-ministro elogiou o trabalho feito por esta família no Douro que, ao longo de cinco gerações, se transformou numa das principais produtoras de vinho do Porto de categorias especiais. “Precisamos muito de multiplicar esses exemplos em Portugal”, salientou o primeiro-ministro, acrescentando que “se quisermos continuar a aperfeiçoar esta maneira de estar em Portugal, temos de deixar para trás das costas os fatalismos e alguma acomodação e de abrir sempre para futuro novos horizontes, acolhendo quem tenha novas ideias e mostre ter mérito para transformar aquilo que temos no que de melhor se pode fazer em todo o mundo”.

Paul Symington, o porta-voz da família, aproveitou a ocasião para pedir ao Governo mudanças no quadro regulamentar, que considerou estar desadequado em relação às necessidades da região, que se tem vindo a afirmar nos mercados internacionais pela qualidade dos seus produtos.

Durante o seu discurso, Passos Coelho elegeu três objetivos essenciais. O primeiro será vencer a emergência nacional, o segundo é dar sentido à normalidade, enquanto o terceiro é o de “captar aqueles que tem melhores condições e mais capacidade de gestão para conduzirem a um país com maior prosperidade

Depois de almoço, Pedro Passos Coelho, acompanhado pela ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, deslocou-se à sede do concelho de Alijó, onde foi recebido pelo Presidente da Câmara Municipal, Carlos Jorge Magalhães, e onde assinou o livro de honra.

Seguiu-se a inauguração do novo Quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alijó, um investimento que custou cerca de um milhão de euros. Este equipamento está dotado com comodidades modernas e, seguramente, permitirá aos bombeiros exercer com maior eficácia as tarefas de proteção e socorro.

, , , ,