Rally Portugal Histórico sobe a Rampa dos Remédios

Rally em Lamego | Foto: Direitos Reservados

Rally em Lamego | Foto: Direitos Reservados

Os participantes do Rally de Portugal Histórico subiram no dia 6 de outubro, a Rampa dos Remédios em competição por duas vezes. Segundo a autarquia esta é uma prova “de créditos já firmados a nível nacional e internacional”.

Durante quinta-feira, 6 de outubro, os pilotos e navegadores percorreram o trajeto sinuoso que os levou até ao Santuário dos Remédios. Os apaixonados pelo desporto automóvel vivenciaram assim os tempos áureos das provas de corrida e voltaram a admirar os carros que fizeram história no Rally de Portugal.

Esta foi a oitava vez que o Rally de Portugal Histórico aconteceu na cidade lamecense, numa prova que que cumpriu um périplo de mais de 2 mil quilómetros e que terminou no Estoril.

“Segundo a organização, a Bélgica faz-se representar por 18 formações, seguida de Espanha com 14, Inglaterra e Suíça, ambas com duas equipas, e Itália com uma dupla de pilotos”, afirmou a autarquia lamecense, evidenciando a “presença europeia muito forte que ajuda a concretizar um dos principais objetivos da organização: a divulgação turística do país, a provar que Portugal é muito mais do que Sol e praia”.

Com um número de 120 inscritos, a prova de regularidade do Automóvel Clube de Portugal contou com a participação do vencedor das últimas três edições, João Mexia, a encabeçar um pelotão de 29 formações nacionais, ao qual se juntaram representantes de outras seis nacionalidades, com destaque para 54 franceses.
“A mistura de competitividade, turismo e convívio social torna este rally uma prova de características únicas no nosso país e no mundo. Carros clássicos do antigo Rally de Portugal e do Mundial prometem proporcionar uma excelente oportunidade de contacto entre o público e os pilotos que admiram, garantindo a realização de uma grande festa de automobilismo”, concluiu o município.

 

, , ,