Rancho Regional de Fafel distinguido em Noite de Gala

O prémio foi entregue por Francisco Lopes | Foto: Direitos Reservados

O prémio foi entregue por Francisco Lopes | Foto: Direitos Reservados

Realizou-se em fevereiro a Noite de Gala do concelho de Lamego, que celebrou o oitavo ano da reabertura do Teatro Ribeiro Conceição. O Prémio de Mérito Cultural integrou a programação do evento e distinguiu o Rancho Regional de Fafel como instituição do ano.

Pela primeira vez, o Prémio de Mérito Cultural  do município distinguiu uma instituição, e não, como aconteceu até agora, uma personalidade local. O objetivo da distinção é o de “agraciar quem se tenha notabilizado pela sua dedicação à salvaguarda e divulgação da cultura, enquanto instrumento de desenvolvimento e progresso da comunidade lamecense”, afirmou a autarquia.

Fundado em 1958, o Rancho Regional de Fafel, presa a preservação e divulgação da cultura popular lamecense, espalhando-a por diversas geografias nacionais e internacionais. António Barradas, presidente da direção do Rancho, salientou o “orgulho” por terem sido a primeira instituição do concelho a receber o Prémio de Mérito Cultural. “É muito marcante, é uma homenagem da cidade ao esforço do grupo, que durante todos estes anos conservou os costumes, as danças e os cantares, das pessoas do início do século XX nesta região”, contou António Barradas ao VivaDouro.

A Comissão de Atribuição deste galardão, constituída por Joaquim Sarmento, Manuela Vaquero e Paulo Barradas, justificou a escolha do Rancho Regional de Fafel por ser “concebido por personalidades da terra que souberam desdobrar em danças, trajes e cantares, o sopro cantante da natureza em flor desta região”.

O grupo é constituído por cerca de 40 pessoas entre os 6 e os 86 anos, cujo principal objetivo é “preservar os usos e costumes dos nossos antepassados e passar essas tradições para as futuras gerações”, frisou António Barradas. O presidente do Rancho Regional de Fafel confessou ainda que nunca sentiu o rancho “tão evidenciado como atualmente”, salientando ainda o apoio da Câmara Municipal como essencial em todo o percurso e existência do grupo, “sem essa ajuda teria sido impossível chegar aqui”. Um dos futuros objetivos do grupo passa pela criação de instalações que permita “evoluir um pouco mais”. “Gostaríamos de ter uma escola de música, realizar uma secção museológica que nos permitisse guardar o nosso património tão rico, é algo que nos faz falta”.

Francisco Lopes, presidente da Câmara Municipal elogiou o papel do grupo como “fiel depositário dos costumes e tradições do concelho e da região” e do seu “trabalho incansável na realização de encontros de etnografia”. Recordamos ainda que, em 2009, o Rancho Regional de Fafel foi agraciado com a Medalha de Mérito Municipal em Ouro.

 

, , ,