S. J. da Pesqueira ativa Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil

O Município de S. João da Pesqueira declarou a situação de alerta municipal e ativado o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil devido a um agravamento da situação epidemiológica da Covid-19 no concelho, em especial na comunidade escolar.

O aumento de casos levou já ao decretamento do isolamento profilático de diversas turmas de vários centros escolares do concelho de São João da Pesqueira e, na sequência dos testes PCR efetuados a esses alunos, se terem detetado elevadas taxas de infeção por Covid-19, quer aos alunos, quer aos seus familiares, não se conseguindo nesta fase prever a extensão e efeitos que esta situação poderá ter na comunidade nos próximos dias.

De acordo com uma nota publicada na página de internet do município, “é fundamental, pelo menos durante os próximos quinze dias, acompanhar atentamente a evolução da situação epidemiológica no concelho, tomando as medidas de contenção e mitigação necessárias para travar os surtos existentes e proteger a comunidade”.

Desta forma foi ativado o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil, com efeitos a partir das 00 horas do dia 10 de novembro de 2021, sem prejuízo da reavaliação na medida em que a evolução epidemiológica ou orientações do Governo o justifiquem.

Em face da declaração de Alerta Municipal e da ativação do Plano de Emergência fica assim determinado:

  1. Proceder ao cancelamento de todos os eventos a realizar que sejam da responsabilidade do município, independentemente de serem em espaços públicos abertos ou fechados;
  2. Limitar os horários de funcionamento dos estabelecimentos de restauração e bebidas, durante todos os dias, incluindo fins-de-semana e feriados, até às 00h00;
  3. Proceder à suspensão das licenças emitidas para a realização de eventos e outros espetáculos em estabelecimentos no concelho (por exemplo licenças especiais de ruído, licenças para provas e eventos desportivos, entre outras);
  4. Proceder à suspensão das sessões de cinema;
  5. Proceder à suspensão das atividades físicas e lúdicas nos estabelecimentos do município, com exceção das atividades federadas e das atividades da responsabilidade do ministério da educação;
  6. Proceder à realização das feiras quinzenais, reforçando as medidas de higiene e segurança, nomeadamente com a obrigatoriedade, no interior do recinto da feira, do uso de máscara por parte de feirantes e utentes, desinfeção das mãos e distanciamento físico;
  7. Proceder, nos restantes espaços do município que se encontrem em funcionamento, ao reforço das medidas de higiene e segurança, nomeadamente ao estrito cumprimento do uso de máscara, desinfeção das mãos, desinfeção e limpeza dos espaços e distanciamento físico.

Na nota o município informa ainda que “a avaliação e acompanhamento permanente da situação da doença Covid-19 será mantida, com especial observância das determinações e orientações emanadas pelo Governo e pelas autoridades, nomeadamente da Saúde Pública e Proteção Civil”.