Sabrosa recebeu primeira edição do Douro Trail 9 Quintas

Douro Trail 9 Quintas / Foto: Ana Portela

Douro Trail 9 Quintas / Foto: Ana Portela

O Douro Trail 9 Quintas realizou-se no dia 25 de abril, pelas nove horas e teve partida no centro do município de Sabrosa. O evento resulta de uma parceria entre a empresa Positive Live Sensations, da Câmara Municipal de Sabrosa e da Associação Sabrosa Douro XXI e juntou centenas de pessoas que aliaram a corrida à paisagem desta região.

Ana Malhó e Rui Rebelo, proprietários da empresa Positive Life Sensations e organizadores desta prova, confessaram que tiveram esta ideia porque ambos gostam deste tipo de iniciativas e porque a região do Douro Vinhateiro “tem paisagens muito bonitas e interessantes, onde se pode conjugar a atividade física ao turismo e também aos produtos regionais que nesta zona são tão característicos”.

A organização afirmou ainda que o Douro Trail 9 Quintas abrange todas as faixas etárias, exceto crianças uma vez que não têm tanta resistência física e que o seu principal objetivo é “o gosto pela corrida, o gosto de trazer os outros à corrida e dar aos outros sensações positivas”,

A iniciativa era composta por três provas diferentes: o Douro Trail 9 Quintas (32 km), o Douro Mini Trail (18 km), ambos com partida em Sabrosa e meta no Pinhão e a Caminhada (12km), com um percurso circular que começou e terminou na praia fluvial do Pinhão. Passavam poucos minutos das 11h quando João Santos, participante dos 18 km, cortou a meta em primeiro lugar no seu escalão. Já o primeiro lugar nos 32 km foi para André Guedes, que chegou ao Pinhão pouco depois das 11h30.

Os cerca de 500 participantes percorreram caminhos, trilhos e vinhas ao longo de 9 quintas da região Douro, numa adesão que foi “extremamente positiva”, frisou Ana Malhó.

Pedro Resende, atleta da prova dos 18 km e residente no Porto, admitiu participar na prova por gostar muito de desporto e sublinhou que é importante “aproveitar estas iniciativas num cenário tão espetacular”, acrescentando que “as maravilhas desta região são bastantes conhecidas a nível nacional e internacional e esta iniciativa foi só mais uma pequena amostra”. O participante classificou a prova como sendo “excelente” e deixou a promessa de voltar, sugerindo ainda que no próximo ano fosse incluído a possibilidade de provar o vinho nas caves das respetivas quintas.

, , , ,