Covid-19: Saem 4, entram 5. Douro com 11 concelhos na lista de “Alto Risco”

O Primeiro-Ministro, António Costa, anunciou ao final da tarde de hoje a lista atualizada dos concelhos de “Alto Risco”, assim como novas medidas para conter a pandemia Covid-19.

Mesão Frio, Moimenta da Beira, São João da Pesqueira e Tabuaço ficam fora da lista de concelhos com mais de 240 infetados por 100 mil habitantes, acumulados nos últimos 14 dias.

Em sentido contrário transitaram cinco concelhos da região do Douro que agora passam a estar em “Estado de Emergência”: Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Torre de Moncorvo e Vila Nova de Foz Côa.

A lista de municípios fica agora completa com os seguintes municípios da região: Alijó, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Murça, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de PenaguiãoTorre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real.

Na comunicação feita no final do Conselho de Ministros que durou mais de 7 horas, António Costa apresentou ainda novas medidas para os 191 concelhos que agora contam da lista de “Alto Risco”:

  • Encerramento do comércio a partir das 13h e abertura a partir das 8h, exceto para os seguintes estabelecimentos:
    • Farmácias;
    • Clínicas e consultórios;
    • Estabelecimentos de venda de bens alimentares com porta para a rua até 200 m2;
    • Bombas de gasolina;
  • A partir das 13h00, os restaurantes só podem funcionar através de entrega ao domicílio.

Um dos setores “que mais tem sofrido”, como afirma o governante, com as medidas implementadas para combater a pandemia Covid-19 é a restauração. O líder do Governo apresentou um novo apoio para o setor, determinando compensar 20% da perda de receita nos dois fins de semana (14 e 15 e 21 e 22 de novembro) face à média de faturação dos 44 fins de semana anteriores (de janeiro a outubro de 2020).