Maioria das autarquias durienses mantém divulgação diária do relatório epidemiológico

Depois de ontem a DGS ter sugerido que as autarquias não divulgassem os casos confirmados de Covid-19, alguns autarcas do Douro confirmaram já hoje ao VivaDouro que irão manter a publicação dos relatórios diários.

Atualmente são sete os municípios que divulgam o relatório diário da situação epidemiológica, destes, Peso da Régua, Sabrosa, São João da Pesqueira, Vila Nova de Foz Côa e Lamego irão manter a informação.

Em declarações ao nosso jornal, José Manuel Gonçalves, autarca reguense, afirma que não irá “acatar as indicações” e que a faz parte das suas “competências” continuar a “informar a população”.

A mesma ideia é partilhada por Domingos Carvas, autarca de Sabrosa, que, questionado pela nossa reportagem se manterá a divulgação do relatório diário foi taxativo na sua resposta, “claro que sim”.

Em São João da Pesqueira a autarquia irá também manter a informação diária à população, o autarca, Manuel Natário Cordeiro escreveu mesmo uma missiva ao Ministério da Saúde onde afirma o seu desagrado com a informação recebida da DGS, sublinhando a importância dos autarcas no combate à pandemia e na sensibilização das populações.

“Recebi hoje um e-mail do Aces douro sul com o qual fiquei deveras incomodado e até desconsiderado, porque dando conta que a partir desta data não remeteriam mais aos presidentes de câmara os boletins epidemiológicos, e qualquer consulta deveria ser feita na DGS!! Eu, enquanto presidente de câmara, até porque empenhado que estou no combate à esta pandemia, exijo conhecer os casos que casos no futuro eventualmente existam no meu concelho.

A única forma de combater eficazmente é através da proteção civil de cada concelho , centrada nos presidentes de câmara, ou querem prescindir deles? Não fossem os presidentes de câmara, pelo menos alguns, empenhar-se na prevenção e sensibilização e onde estaríamos? Uma total desconsideração e afronta”, lê-se no documento.

Em Vila Nova de Foz Côa, um dos municípios da região mais afetados pela pandemia, a garantia que os dados irão continuar a ser divulgados diariamente foi dada pelo vice-presidente da autarquia João Paulo Sousa, “continuaremos a divulgar os dados que recebemos da ULS como temos feito até agora, se alterássemos agora o critério para essa divulgação e usássemos os dados da DGS podia gerar alguma confusão na população porque há diferenças nos totais”.

A autarquia lamecense, através do gabinete de comunicação, respondeu à nossa reportagem informando que irão  também manter “a divulgação dos dados da DGS, em acordo com as autoridades de saúde locais, embora por vezes possa existir algum desfasamento nos números”.

Em sentido contrário o autarca de Moimenta da Beira, José Eduardo Ferreira, afirma que apesar de até agora ter divulgado informação da própria autarquia “a partir de agora só será divulgada a informação da DGS, mesmo que os números não sejam iguais aos do município”.

Até ao momento não conseguimos ainda contactar a autarquia de Torre de Moncorvo para confirmar a decisão.