CCDRN chumba gasoduto no Douro Vinhateiro

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte (CCDRN) emitiu um parecer negativo relativo à construção de um gasoduto, pela REN, que pretendia atravessar a região do Douro Vinhateiro.

A classificação da UNESCO como Património da Humanidade foi a razão apresentada para o chumbo agora conhecido, depois de terem surgido notícias de que a classificação podia ser retirada caso a obra avançasse.

Segundo o comunicado da Comissão, a obra iria criar uma “cicatriz” ao longo dos 35 quilómetro de extensão que pretendiam fazer a ligação à rede de gás espanhola.

Em falta está ainda outro parecer, da Direcção-Geral do Património Cultural, que chega em Setembro, para que a Agência Portuguesa do Ambiente possa decidir se realiza o estudo de impacto ambiental indispensável ao licenciamento da obra que atravessará os concelhos de Meda, Foz Côa, Moncorvo e Alfândega da Fé.

Contudo, os sinais recolhidos até agora apontam para que a obra não avance.