Confraria dos Vinhos do Douro com nova direção

No passado dia 14 de Março de 2019, realizou-se no Museu do Douro, o Capítulo de Tomada de Posse dos novos Órgãos Sociais da Confraria dos Vinhos do Douro para o triénio 2019-2021.

A nova direção apresentou o plano de atividades para o triénio, das quais fazem parte um Concurso de Vinho, o Baile das Vindimas, a Cerimónia de Entronização de Novos Confrades e uma estratégia de aproximação geracional entre os confrades. Para além das atividades estipuladas no plano, a Confraria dos Vinhos do Douro pretende continuar a participar como parceira em diversas atividades e eventos desenvolvidos na região do Douro, de forma a dignificar e afirmar cada vez mais os Vinhos do Douro.

Com um plano de atividades ambicioso e objetivo, esta nova direção quer puxar para o presente a identidade fundadora da confraria e aumentar os níveis de participação nos eventos promovidos pela Confraria dos Vinhos do Douro.

Este novo ciclo surge num ambiente de continuidade do trabalho já realizado pelo anterior Mestre Procurador João Azeredo que esteve à frente da Confraria dos Vinhos do Douro durante dois mandatos. De salientar a conquista

realizada no ano passado, onde foi possível voltar a ver os Barcos Rabelo a navegar nas águas do Rio Douro, em pleno Alto Douro Vinhateiro.

Marta Macedo, enóloga, viticultora e produtora de vinhos, é quem lidera esta nova direção, sendo a primeira vez que a Confraria dos Vinhos do Douro tem como Mestre Procuradora uma Mulher, pode dizer-se que é um reconhecimento justo. Desta nova equipa fazem parte um conjunto de pessoas jovens e dinâmicas, com um sentido de futuro apurado e com profundas raízes na Região do Douro, todos eles ligados à viticultura e produção de Vinhos do Douro.

A Região demarcada do Douro pode contar com uma atividade impulsionadora da marca de qualidade dos Vinhos do Douro.

Marta Macedo afirmou ainda que, “A atual direção pretende não esquecer os sócios fundadores, e voltar a chamar os sócios que fazem parte à mais tempo, é uma família que pretendemos que se mantenha e se una cada vez mais.”