Consequências do mau tempo ainda se sentem na região

Depois do grande nevão que se abateu sobre a região na tarde e noite de terça-feira, a chuva tem marcado presença constante, no entanto, os efeitos da queda de neve e sobretudo do muito gelo que se formou ainda se fazem sentir.

No concelho de Vila Real, na zona do vale da Campeã, cerca de 1200 pessoas ainda não têm eletricidade, provocada pela queda de diversos postes, levando ao encerramento de escolas e diversos estabelecimentos comerciais, como contou o presidente da junta, Jorge Maio, em declarações à agência Lusa.

Segundo o autarca, a situação verifica-se desde a tarde de terça-feira, altura em que começou a nevar, “a partir desse momento que não temos energia. Está a ser um verdadeiro desespero para as pessoas”.

Em resposta ao problema, a EDP referiu à Lusa que a linha que “alimenta” a Campeã está com 13 postes partidos na zona da serra do Marão, sublinhando que a empresa está a fazer os possíveis para que o problema fique resolvido ainda durante o dia de hoje.

Em Armamar, segundo informações da Proteção Civil Municipal existem ainda alguns constrangimentos ao nível das vias de comunicação devido à queda de alguns ramos nas vias. A autarquia, em coordenação com os Bombeiros Voluntários de Armamar, a GNR e os GIPS estão no terreno para “tentar resolver todas as situações o mais rapidamente possível”.

Em Sernancelhe, onde a falta de luz afetou grande parte do concelho, a Câmara Municipal está no terreno com os técnicos da EDP num esforço para “tentar ter todas as situações resolvidas ainda hoje” afirmou o vereador Hélder Lopes em declarações ao nosso jornal. A mesma fonte confirmou ainda que nas aldeias de Carregal, Lamosa e Lapa ainda há diversas habitações sem luz havendo ainda “bastante trabalho a fazer”.

Já em Tarouca, e segundo informações dadas pelo vice-presidente, José Damião, ao VivaDouro, existem ainda duas estradas cortadas ao trânsito e “duas aldeias sem luz”, Teixedo e Várzea da Serra, devido à queda de postes de média e alta tensão.

Em Sabrosa a autarquia também se debateu com diversos transtornos, no entanto, segundo informações oficiais, ao final da manhã de hoje, todas as situações estariam já regularizadas.

Pontualmente, por toda a região ainda se vão registando alguns constrangimentos, em especial pela queda de alguns ramos nas estradas, fruto do vento forte que vai fustigando todo o Douro.

Entretanto a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) lançou um novo alerta para o agravamento da meteorologia nas próximas horas.

“Informa-se a população para o agravamento das condições meteorológicas durante o dia de hoje, com períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, de granizo, acompanhados de trovoada e vento forte. Está ainda prevista a queda de neve acima dos 800 metros, que se estenderá até ao início da manhã de Sexta-Feira”.