Dispositivo de Combate a Incêndios prolongado até 15 de novembro

Em nota enviada às redações, o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, comunicou o prollongamento do dispositivo de combate a incêndios até ao dia 15 de novembro, incluindo meios aéreos, meios humanos e postos de vigia.

A decisão ministerial “resulta da previsão de condições meteorológicas adversas e da manutenção do risco elevado de incêndios florestais por parte do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e do European Forest Fire Information System (EFFIS)”, lê-se na nota.

Com este prolongamento estarão disponíveis até ao dia 15 de novembro, 35 meios aéreos de combate a incêndios e cerca de 7000 operacionais, sendo que mais de 3000 são bombeiros.

Operacionais neste período estarão também os 72 postos de vigia da Rede Primária de Postos de Vigia e a GNR manterá as Equipas de Manutenção e Exploração de Informação Florestal (EMEIF) junto de cada Comando Distrital de Operações de Socorro.

A decisão inclui ainda patrulhamento ostensivo no terreno por parte das Forças Armadas, em articulação com a GNR e a PSP.