ICNF com plano para minimizar efeitos dos incêndios

O Instituto do Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) está a planear uma série de ações no âmbito do projecto “Life Rupis” para minimizar os impactos dos incêndios de Verão no Parque do Douro Internacional.

O “Life Rupis” é um dos mais recentes projetos financiados pela União Europeia (UE) para os territórios de Portugal e Espanha, em específico para a Zona de Proteção Especial do Douro Internacional e Vale do Rio Águeda.

Este projeto destaca-se por abranger os dois lados da fronteira onde serão desenvolvidas ações “concertadas” para a conservação das áreas protegidas e que tem em vista a protecção de aves rupícolas como britango e a águia-perdigueira.

“O ICNF elaborou ainda durante o Verão e nos dias que se seguiram aos incêndios, relatórios de estabilização de emergência e que se enquadram no acesso a acções de estabilização financiadas pelo PDR”, explicou  fonte daquele organismo.

Segundo o ICNF, o Plano de Ordenamento do Parque Natural do Douro Internacional está neste momento em processo de recondução para um programa especial, de acordo com a legislação em vigor.

O Parque Natural inclui o troço fronteiriço do rio Douro, bem como as superfícies planálticas confinantes pertencentes aos concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta (distrito de Bragança) e Figueira de Castelo Rodrigo (Guarda).