Petição Linha do Douro já tem mais de 11 mil assinaturas

Apresentada no dia 15 de junho deste ano, a petição pública pela completa requalificação e reabertura da Linha do Douro (Ermesinde-Barca de Alva e subsequente ligação a Salamanca) conta já com mais de 11 mil assinaturas feitas, na sua maioria, em formato papel.

A informação foi dada em exclusivo ao VivaDouro por António Filipe, presidente da Liga de Amigos do Douro Património Mundial (LADPM), e um dos rostos mais visíveis da defesa desta linha.

Questionado sobre o envio do documento para a Assembleia da República, António Filipe afirma que esse passo terá de ser “combinado com a Fundação Museu do Douro e com o Presidente da Assembleia da República que gostaríamos que tivesse presente nesse momento, portanto será agendada em momento oportuno”.

A não inclusão, por parte do Governo, desta obra no PNI 2030 é um dos motivos para a criação desta petição que, segundo o presidente da LADPM, não é a única ação a ser desenrolada neste momento.

“Esta é apenas uma de várias iniciativas que a Liga dos Amigos do Douro Património da Humanidade está a levar a cabo para que o assunto seja trazido para a discussão. Conhecemos bem a intenção do Governo relativamente ao PNI 2030, achamos que a eletrificação é importante mas não é tudo. Temos de continuar a falar com o Governo continuando a demonstrar a importância de levar a caminho até Barca D’Alva e ao mesmo tempo também mantemos diálogo com o lado espanhol no sentido de granjear apoio para esta causa.

A Liga entende que a Linha do Douro não pode ser um ramal e terá que chegar a Salamanca para poder fazer parte da rede europeia ferroviária”, conclui o responsável.

Recorde-se que a petição pode ser assinada presencialmente nas câmaras municipais e juntas de freguesia do território CIM Douro, bem como online no site do parlamento nacional.