Reabilitação do alpendre na Igreja de Torre de Moncorvo

0
Reabilitação do alpendre na Igreja de Torre de Moncorvo

Concluída a intervenção de conservação e restauro das pinturas murais da capela-mor, na Igreja Matriz de Torre de Moncorvo está agora a decorrer a reabilitação do alpendre sul e das portas. A empreitada deverá estar concluída em fevereiro 2023.

Está a decorrer a intervenção de reabilitação do alpendre sul e das portas da Igreja Matriz de Torre de Moncorvo, elevada a Basílica Menor desde julho último.

Esta empreitada está orçada em cerca de 105 mil euros e deverá estar concluída em fevereiro do próximo ano.

A empreitada de conservação e restauro do corpo do alpendre lateral sul tem por objetivo sanar as causas da sua degradação e travar o processo de deterioração do portal em perda iminente e constante.

Fazem parte integrante desta intervenção os seguintes trabalhos: limpeza, tratamento e proteção de todas as superfícies pétreas em granito, abertura e refechamento de juntas, revisão e/ou reforço do sistema de fixação dos elementos decorativos, capeamento do coroamento das paredes com zinco e rufagem das superfícies de encosto, limpeza e tratamento dos gradeamentos metálicos, instalação de sistema eletro-estático de afastamento de pombos e conservação e restauro das portas exteriores de madeira da igreja.

Em simultâneo, está também a decorrer o mapeamento das deteriorações da pedra existentes nos portais da igreja.

Recorde-se que, no início de julho, foi concluída a intervenção de conservação e restauro das pinturas murais da capela-mor da igreja.

Esta intervenção insere-se no âmbito de uma candidatura para requalificação e valorização da Igreja Matriz de Torre de Moncorvo, apresentada pela Direção Regional de Cultura do Norte ao Aviso 2020-87 – Património Cultural do programa NORTE 2020.

A Igreja matriz de Torre de Moncorvo encontra-se classificada como Monumento Nacional pelo Decreto de 16.06.1910 e, sendo propriedade do Estado Português. Encontra-se afeta, para efeitos de gestão e abertura ao público, à Direção Regional de Cultura do Norte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui