Tarouca debateu a sustentabilidade do território no primeiro Congresso de Cidadania Política em movimento

Iniciativa contou com a participação de cerca de 600 pessoas / Foto: Salomé Ferreira

A Assembleia Municipal de Tarouca realizou, no passado dia 27 de maio, o primeiro Congresso de Cidadania Política em “movimento do mundo”. Esta iniciativa é organizada pelos diversos grupos políticos com assento na Assembleia Municipal de Tarouca e teve como tema central a desertificação e a sustentabilidade do território.

Distinguido dos demais congressos pela forma “inovadora” com que foi organizado, o Congresso de Cidadania Política convidou os participantes a sentirem o território através de uma caminhada pelo “Caminho dos Monges” – iniciativa da Junta de Freguesia de S. João de Tarouca.

Ouvir, olhar, tocar, saborear e cheirar os contextos do território através das paisagens, monumentos, História e da natureza, foi esse o convite que a organização fez aos mais de 600 participantes no primeiro congresso em movimento.

“É difícil arranjar palavras para descrever aquilo que se sente quando desta forma inovadora se consegue interagir e pensar algo estruturante para a nossa região”, confessou ao VivaDouro Domingos Nascimento, presidente da Assembleia Municipal de Tarouca.

Ao longo do percurso os participantes foram desafiados a dar sugestões para a sustentabilidade do território através das redes sociais e da escrita das ideias num caderno fornecido pela organização no início da caminhada.

“Temos de nos adaptar às novas dinâmicas da vida. As pessoas fizeram-nos chegar, através de várias formas de comunicação, aquilo que pensavam. A forma tradicional em que fecham as pessoas numa sala a discutir está ultrapassada, penso que está aqui uma grande fórmula para os novos congressos do futuro”, acrescentou Domingos Nascimento.

De acordo com o presidente da Assembleia Municipal de Tarouca os objetivos deste primeiro Congresso de Cidadania Política em movimento foram “absolutamente cumpridos” tendo ainda deixado explicita a vontade de voltar a realizar o Congresso neste modelo no futuro.

“Foi mais um passo para a mudança na forma de fazer e estar na política. Deste dia, fica a obra humana e abriram-se novos caminhos para o desenvolvimento do Vale da Varosa e da região”, concluiu Domingos Nascimento.

Para além das várias forças políticas com assento na Assembleia Municipal de Tarouca, o Congresso contou ainda com a participação ativa do Executivo Municipal. Valdemar Pereira, presidente da autarquia, reafirmou a importância de “caminhar pela cidadania e pela paz”.

Carlos Carvalho, presidente da Câmara Municipal de Tabuaço, também marcou presença na iniciativa.

, , , ,