Tribunal retira mandato a presidente de Junta por falta de apresentação de contas

Marco Rodrigues era presidente da Junta de Freguesia de Castedo e Cotas, pertencente ao concelho de Alijó | Foto: Direitos Reservados

Marco Rodrigues era presidente da Junta de Freguesia de Castedo e Cotas, pertencente ao concelho de Alijó | Foto: Direitos Reservados

Desde 2013 que Marco Rodrigues era presidente da União de Freguesias de Castedo e Cotas, Alijó. Alegadamente o autarca não apresentou os documentos de prestação de contas ao Tribunal de Contas, tendo sido retirado o seu mandato pelo Tribunal Administrativo e Fiscal.

O Tribunal Administrativo e Fiscal retirou o mandato ao presidente da Junta de Freguesia de Castedo e Cotas, pela não apresentação de contas ao Tribunal de Contas. Marco Rodrigues foi eleito pelo PSD em 2009 para a Junta de Freguesia de Castedo e, já em 2013, ganhou as eleições para a União de Freguesias de Castedo e Cotas, em consequência da agregação das antigas juntas.

De acordo com o Jornal de Notícias, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Mirandela alegou que Marco Rodrigues “não apresentou ao Tribunal de Contas todos os documentos de prestação de contas relativos ao exercício de 2011 e até abril de 2014”. A Lusa afirmou que o ex-autarca está a preparar a sua defesa e que vai contestar a decisão do tribunal.

Vítor Rodrigues, secretário da Junta, foi destacado pela Assembleia de Freguesias de Castedo e Cotas para assumir a presidência da autarquia.

, , ,