UTAD recua 40 anos no tempo e celebra primeira aula do IPVR

DSC_4548

A primeira aula do IPVR foi ministrada no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários da Cruz Verde em dezembro de 1975

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) encerrou, no dia 5 de dezembro, as comemorações relativas aos 40 anos de Ensino Superior em Vila Real com a realização de uma sessão evocativa da primeira aula do Instituto Politécnico de Vila Real (IPVR), ministrada no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários da Cruz Verde.

O calendário situava-se no mês de dezembro de 1975 quando há precisamente 40 anos foi lecionada a primeira aula do então Instituto Politécnico de Vila Real.

A aula que marcou o início da história da instituição transmontana foi ministrada no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários da Cruz Verde, pelo professor José Manuel Torres Pereira que, na altura, afirmou “vamos fazer experiências de biologia no quadro”, recordou António Fontainhas Fernandes, atual reitor da UTAD e também antigo aluno da universidade transmontana.

António Fontainhas Fernandes aproveitou a ocasião para dar uma palavra de agradecimento a “todos aqueles que acreditaram ao longo de quatro décadas nesta instituição e no seu papel no desenvolvimento da região”, referiu.

Para o reitor da UTAD a instituição deve continua a ser uma “âncora de esperança, de criação de emprego e de fixação da população”, afirmou, falando do papel importante que a universidade desempenhou e “continuar a desempenhar” na sociedade.

Eram cerca de 40 os alunos que se encontravam a assistir aquela aula na altura, sendo que muitos deles voltaram agora ao Quartel dos Bombeiros da Cruz Verde para participar na cerimónia que juntou diversas entidades oficiais, alunos, professores e funcionários que foram escrevendo a história da UTAD ao longo dos anos.

“A sala estava bastante cheia”, recorda Vicente Sousa, um dos alunos que esteve presente na primeira aula do IPVR. Foi por acaso que o antigo estudante da UTAD esteve presente nesta aula, uma vez que já se tinha inscrito no ano anterior no instituto, “só que nesse ano a universidade não abriu devido à revolução”, explicou ao recordar os tempos vividos no país após o 25 de Abril.

“A minha vida é isto (UTAD) ”, afirmou Vicente Sousa, uma vez que após a conclusão do curso de engenharia ficou a trabalhar na instituição transmontana, onde ainda se encontra atualmente. “A instalação do ensino superior em Vila Real foi decisivo para a região”, revelou o ex-aluno da instituição.

O instituto arrancou a sua atividade com três cursos de bacharelato, designadamente Produção Agrícola, Produção Animal e Produção Florestal.

Joaquim Barreiro, antigo aluno do curso de Produção Agrícola, considera que na altura já tinha noção da “importância histórica daquele momento”, revelando que na sua opinião essa “importância ainda continua a existir para a cidade”, referiu.

A cerimónia contou ainda com a intervenção de Carlos Moreira, presidente da Associação Humanitária de Bombeiros, de Luís Torres Pereira, filho do docente que ministrou a primeira aula, e de Cardoso Simões, membro da comissão instaladora do Instituto Politécnico de Vila Real que tomou posse em março de 1974.

Com esta sessão a UTAD encerra as comemorações dos 40 anos de Ensino Superior em Vila Real, iniciadas a 2 de março de 2014, numa cerimónia que evocou a tomada de posse da primeira Comissão Instaladora do Instituto Politécnico de Vila Real.

 

 

 

 

 

, , , ,