UTAD TV comemorou 10 anos

O projeto televisivo da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) comemorou no dia 19 de abril o seu décimo aniversário / Foto: Direitos Reservados

O projeto televisivo da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) comemorou no dia 19 de abril o seu décimo aniversário. O VivaDouro foi até aos estúdios do projeto perceber as histórias por detrás das câmaras ao longo destes 10 anos de atividade.

10 anos. Muitas histórias para contar. Muitas vidas marcadas pela “escola” que a UTAD TV se tornou para muitos dos alunos que por ali passaram.

O calendário marcava o dia 19 de abril de 2007 quando foi para o ar a primeira emissão da UTAD TV, projeto que nasceu com o apoio da Associação Académica e que tinha como principal objetivo a divulgação das atividades universitárias.

Exatamente 10 anos depois da primeira emissão a redação decidiu realizar uma emissão especial do jornal universitário para assinalar a data, com a participação de ex-alunos e vários colaboradores do projeto.

Nelson Monteiro, responsável do setor de audiovisuais da UTAD, recorda os tempos em que o projeto se iniciou. “Antes de termos internet também fazíamos um jornal universitário, colocávamos gravadores de vídeo e um televisor em todos os bares da universidade e ficava a passar em looping a semana toda. Quando surgiu a internet, vimos logo aí uma oportunidade de fazermos as emissões para a internet. Para que houvesse um jornal universitário feito em direto, para toda a academia e para quem nos quiser ver fora da universidade”, explicou ao VivaDouro.

Neste momento a UTAD TV realiza semanalmente um telejornal em direto, geralmente todas as quartas-feiras à tarde. Em paralelo tem também vários programas de informação e entretenimento e uma atualização constante do site e redes sociais com notícias não só da academia mas também da região.

Para além disso tem outro projeto em paralelo com o nome “UTAD TV nas Escolas”, onde a equipa se desloca a várias escolas secundárias da região norte e transmite em direto o jornal universitário.

Inês Aroso, diretora de informação da UTAD TV

“Quando vamos às escolas é diferente, quer para os alunos, quer para os técnicos, quer para os professores que vão porque temos oportunidade de mostrar este projeto a alunos mais novos. Damos a conhecer a UTAD e a UTAD TV e muitos podem nem querer ir para esta área, mas ficam a conhecer e ficam encantados por perceber o que se passa atrás das câmaras”, revelou ao VivaDouro Inês Aroso, diretora de informação da UTAD TV.

Na opinião da docente de Ciências da Comunicação o projeto da UTAD TV é “muito interessante” uma vez que “coloca os alunos a trabalhar o jornalismo na prática, mas não só, também outras áreas da comunicação”, afirmou.

“Para mim o mais importante é o facto de preparar os alunos para cumprir prazos e trabalhar em equipa, ou seja, além da parte técnica há outro lado muito importante que é o trabalho em equipa que desenvolvem, perceberem que o trabalho de todos é importante e que se um falha pode comprometer o trabalho de todos os outros”, acrescentou Inês Aroso.

Helena Margarida, chefe de redação da UTAD TV

Helena Margarida, chefe de redação, iniciou o seu percurso nesta “grande escola” que é a UTAD TV há três anos. “Os conteúdos académicos que são passados na licenciatura não nos fazem jornalistas e a UTAD TV é, sem dúvida, essa componente prática. É um elemento diferenciador para quem faz aqui o curso de Ciências da Comunicação”, afirmou a jornalista.

“Tem sido uma ótima experiência, uma aprendizagem constante porque são muitos os rostos, são muitas as personalidades que por aqui passam e aprende-se sempre um bocadinho com cada um deles”, acrescentou Helena Margarida.

Bruno Fernandes, bolseiro da UTAD, encontra-se na UTAD TV há cinco anos, onde desenvolve a função de jornalista e gestor de site e redes sociais, diariamente, com Helena Margarida, na redação do projeto.

Na opinião de Bruno Fernandes para “além de ser uma grande aprendizagem”, a UTAD TV funciona também como “uma grande família”.

Bruno Fernandes, jornalista da UTAD TV

“É um laboratório e deve ser aproveitado pelos alunos, não só pelos alunos de Ciências da Comunicação mas por todos os alunos da academia”, acrescentou.

Inês Aroso revela que os “desafios futuros passam pela instalação de um circuito interno de televisão para que as emissões possam ser vistas em lugares comuns da academia, nomeadamente os bares”, revelou a diretora de informação.

, , , ,