Vendidas dez toneladas de cereja na Montra da Cereja da Penajóia

Inauguração da Montra da Cereja da Penajóia / Foto: Direitos Reservados

De acordo com a organização esta 7.ª edição da Montra da Cereja da Penajóia foi um “êxito comercial”, com dez toneladas de cereja vendidas ao longo do fim-de-semana. 

“Este ano, ainda antes da hora prevista para terminar mais uma edição, esgotaram as dez toneladas de cereja colocadas à venda durante a Montra da Cereja da Penajóia”, afirmou a organização em comunicado.

Os 24 produtores que participaram neste certame fazem, por isso, um “balanço muito positivo, elogiando ainda a organização pelo programa de animação cultural que foi apresentado em paralelo”.

Assim, ao longo de dois dias, milhares de pessoas, incluindo muitos turistas, foram até à Av. Dr. Alfredo de Sousa, a “sala de visitas” da cidade de Lamego, e ajudaram a consolidar este evento no conjunto das principais manifestações culturais do concelho.
Organizada pela  Associação AMIJÓIA – Amigos e Produtores da Cereja da Penajóia e pela Câmara Municipal de Lamego, com o apoio de outras entidades, a 7ª Montra da Cereja da Penajóia pretendeu divulgar e oferecer momentos de prazer e degustação deste fruto carnudo e doce.

A novidade deste ano foi a apresentação pública de um gin, marca “amicis”, produzido à base de cereja. Como mais-valia, a organização também apresentou uma caixa personalizada da cereja da Penajóia para ser utilizada por todos os produtores da zona.

Recorde-se que estas cerejas são as primeiras em toda a Europa a aparecer no mercado e possuem um grande potencial gastronómico, podendo ser utilizada na confeção de diversos produtos,  diferenciadores e inovadores, como é o caso de compotas e licores.

Não perca a reportagem na próxima edição do VivaDouro, publicada a 7 de junho. 

, , ,