A cidade Douro Sul,   faz-se com o coração! 

É de sentimentos que falamos quando queremos unir para valorizar cada um. É de amor que escrevemos  quando queremos abraçar todos e não deixar ninguém para trás.

É com a paixão que agimos quando desejámos muito construir um conceito sedutor para a nossa terra – que fixe e traga pessoas.

Do berço de cada um de nós, natural ou adotado, queremos caminhar e crescer – juntos!

Não queremos ver partir os velhos, os novos e até crianças que os têm que acompanhar. Não queremos ver escorrer com as águas dos nossos rios, também a vida em cada uma das nossas aldeias, vilas e cidades, para o mar.

A razão, as leis e a ilusão dos falsos visionários, não trazem ninguém e não impedem de ir os que vão para nunca mais voltarem.

Vamos ficar em silêncio neste já silêncio ensurdecedor e não fazemos nada?

Não é com a razão que vamos lá..!

É com o coração que olhamos com otimismo o futuro, que batalhamos para encontrar a alegria e com ela construirmos o nosso jardim.

O Douro Sul pode ser,  se quisermos o nosso jardim!

Jardim de flores de várias cores e aromas, jardim da esperança e da prosperidade!

Com muitos, oito, dez canteiros?

Sejam os que forem, dez seria o número de concelhos ideal.

Mas que seja uma realidade o que desejamos que seja – a nossa cidade conceptual e simbólica – que nos une e dá força para sobrevivermos e nos afirmarmos!

É com o coração …!

Só o coração ouve bem, olha e sente o que a razão nega e até demonstra ser impossível.

Pelo coração vamos lá …!

Vamos derrubar os muros, abrir e  fazer único este jardim.

Não basta pensar, dizer e até escrever – é preciso fazer!

Que mais precisamos perceber para que sintamos  que sozinhos não vamos lá e que cada concelho por si, pode até fazer a festa, deitar os foguetes, mas provavelmente ninguém apanhará as canas, porque não vai haver gente para o fazer…!

A Associação de Municípios do Vale do Douro Sul, pode ser a âncora deste objetivo de sobrevivermos juntos. Pode fazer deste desígnio uma bandeira e, com os afetos que a política também transporta, declarar iniciado o processo que levará à concretização deste ato de amor pelas pessoas desta região, dando-lhes, particularmente aos jovens, espaço de realização.

Uma cidade que de dimensão adequada permita escala para melhores cuidados de saúde, mais cuidados sociais, mais visibilidade aos produtos agrícolas, que crie mais emprego, que faça do turismo uma fonte de rendimento real e não de faz de conta, que associe esta região ao espumante de altíssima qualidade, que daqui seja a  melhor castanha, que a cereja seja a primeira, que a maçã seja a mais apreciada, que os vinhos, maduro, do Porto, ou até o verde, sejam únicos, que o investimento de grande impacto e tecnológico seja uma possibilidade…!

Nesta cidade, este grande espaço cultural, que nos dá identidade geográfica, que nos aumenta a Alma e a energia para nos afirmarmos e caminharmos juntos. Nesta cidade, este lugar fantástico,  nós os cidadãos e as Instituições da sociedade, não deixaremos de retribuir, colocando num lugar nobre dos nossos corações, todos aqueles que disserem SIM à cidade Douro Sul.

Com uma imensa frente ribeirinha, nesta margem do Douro a Sul, até às áreas serranas da Gralheira, Montemuro, Alvite, Leomil e Penedono, o Douro Sul é uma cidade de Aldeias, Vilas e Cidades muito bem estruturadas e com património de excelência, que dão a garantia de serem espaços no Planeta com grande qualidade para se viver!

Teremos uma cidade extraordinária, com Cinfães, Resende, Lamego, Armamar, Tabuaço, S. João da Pesqueira, Penedono, Sernancelhe, Moimenta da Beira e Tarouca – estes 10 magníficos, concelhos!

“Juntos somos mais fortes”

O Douro Sul – Tem futuro.