Calar, faz mal à saúde

12295015_1025542170831145_1462418590_o

Por Domingos Nascimento 

O Douro Sul em queda livre para o abismo?

Falta massa crítica, falta gente, falta uma solução para o Hospital  de Lamego, faltam soluções para os Cuidados de Saúde Primários, falta escala às Instituições de Solidariedade Social.

Isto se percorrermos o caminho sozinhos, cada um dos concelhos fechado em si próprio.

Mas felizmente há esperança

Os Autarcas, neste Douro Sul, extraordinariamente motivados, competentes e humanamente próximos, já deram início a um novo tempo, aproveitando esta oportunidade única e histórica, para construírem um caminho comum que nos permita sair da rota do precipício.

Juntos, querem promover e alargar a “”sensibilidade política””, que os caracteriza, para tornar possível o aproveitamento das oportunidades e para a resolução de problemas, comuns. Juntos, não deixarão perder mais serviços na região e saberão consolidar outros.

“As carências de profissionais de saúde num dos concelhos, é um problema comum que afeta todos.” Ouvi isto e muito mais, num evento promovido pelo Presidente do conselho da comunidade do Agrupamento de Centros de Saúde, Valdemar Pereira.

A união de esforços e de estabelecimentos de saúde, neste Douro Sul, dará escala e promoverá qualidade e maior estabilidade da oferta assistencial. Integrar soluções, com a participação dos Municípios, que lhe acrescentam ” sensibilidade política ” aproximando-as dos reais problemas das pessoas concretas, é promover mudança na prestação de serviço público, acrescentando humanização e qualidade intrínseca.

As Instituições,  essas estruturas da sociedade civil com grande relevância social, já estão na vanguarda do novo tempo, organizando-se em rede.

Mas, desejavelmente, tendo em conta as idiossincrasias deste território, deverá apontar-se para uma solução alargada que seja inovadora e exequível, na prestação de cuidados de saúde. A solução, resumidamente, passará por uma Dinâmica Integrada em Saúde – juntando num esforço conjunto, o Hospital de Lamego, os Cuidados de Saúde Primários, as Instituições de Solidariedade Social e os Municípios. Os cidadãos saberão reconhecer este positivo esforço organizacional, neste território tão peculiar e único no contexto nacional.

Então, saibamos continuar o caminho e que em cada passo sintamos, cada vez mais, o calor da mão dos que connosco resistem neste paraíso, esta “Cidade Douro Sul”.

Falar, faz bem à saúde!

Deste Douro Sul

A cidade que se impõem

 

,