Deixe-se surpreender por uma nova harmonização com Vinho do Porto!

Por Manuel de Novaes Cabral, Presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP)

Por Manuel de Novaes Cabral, Presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP)

Este desafio que o Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP) concretiza nas sessões do My Port Wine Day, comemorou, no passado dia 10 de Outubro, o seu primeiro aniversário.

Todos os meses, ao dia 10, o IVDP abre as suas portas e proporciona, a um público diversificado, momentos únicos com o Vinho do Porto. Têm sido várias as harmonizações propostas ao longo destes eventos, variando das mais clássicas às mais surpreendentes.

Apesar de o vinho do Porto poder ser um vinho para uma cerimónia, é importante não fazer cerimónia com ele. Bebe-lo, com moderação, sempre que apetecer; desfrutar do seu sabor e aroma e descobrir as diferentes formas de o apreciar é a mensagem que transmitimos em cada My Port Wine  day.

As empresas do sector do Vinho do Porto associaram-se a esta iniciativa que envolveu igualmente Chefs, Bartenders, confrarias gastronómicas, produtos portugueses gourmet, etc, permitindo dar a conhecer este vinho único que, pela sua diversidade de tipos, tem a singularidade de se adequar a todos os momentos.

A adesão do público a esta iniciativa, que durante este ano registou sempre “lotação esgotada”, demonstra o seu sucesso e o crescente interesse pelo Vinho do Porto. Assinala-se, com especial relevo, as empresas do setor que, neste primeiro ano, nos acompanharam, valorizando cada sessão com a sua presença: Sogrape, Adriano Ramos Pinto, Mario Braga Herdeiros, Gran Cruz, Quinta da Pacheca, Vallegre, Porto Reccua, Niepoort, Quinta de Santa Eufémia, Vinoquel, J.H. Andresen e Bulas Cruz.

Estas sessões mensais, preparam também o Port Wine day  que se celebra, anualmente, a  10 de setembro, assinalando a data de criação da mais antiga região vitivinícola demarcada e regulamentada do mundo: o Douro Vinhateiro.

A iniciativa Port Wine Day é também partilhada com a cidade numa festa que contagia não só meios de comunicação nacionais e internacionais mas também todos os que vivem, trabalham e visitam o Porto e a Região Demarcada do Douro, através da criação de rotas gastronómicas, jantares vínicos, exposições em museus, animações de rua, Quintas e Caves do Vinho do Porto.

,