Exportações de Vinho do Porto – 2019

Exportações de Vinho do Porto no valor de 305,8 milhões de euros, correspondentes a 6,7 milhões de caixas (ou seja, 81 milhões de garrafas), colocam 2019 em destaque.

 O ano de 2000 foi o melhor de sempre em termos da quantidade exportada de Vinho do Porto e 2002 em termos de valor. Se em termos de volume de negócios ainda houve alguma oscilação entre aumentos e diminuições, já em termos de quantidade a tendência neste século tem sido claramente de quebra, com exceções apenas em 5 dos últimos 19 anos: 2003, 2005, 2007, 2010 e o ano agora em análise.

Com efeito, depois de 8 anos consecutivos de diminuição da quantidade exportada de Vinho do Porto, em 2019 verificou-se um aumento de 1,2%, enquanto em valor o crescimento foi ainda mais acentuado (+2,8%), o que significa que não só foram exportadas mais garrafas, como o foram a um preço médio mais elevado (+1,6%).

Para esse comportamento positivo do preço médio de exportação de Vinho do Porto em 2019, muito contribuiu o acréscimo registado na quantidade exportada das categorias especiais (+2,4%), em simultâneo com a subida do seu preço médio (+1,4%). Entre estes vinhos, destaque para os vinhos do Porto 10 anos, com exportações de quase 5 milhões de garrafas (+9,5%), no valor de 38 milhões de euros (+11,5%).

Assim, 2019 merece também realce porque as categorias especiais representaram 23,1%, da quantidade exportada (igualando a sua melhor quota na exportação até ao presente, registada em 2017) e 44,7% do valor exportado, a sua melhor quota de sempre no volume de negócios.

No que diz respeito aos mercados destino das exportações de Vinho do Porto em 2019, é de realçar que entre o top 10 apenas o 1º – França (-1,1%), o 4º – Bélgica (-4,6%) e o 8º – Canadá (-6,9%) diminuíram a quantidade importada; todos os outros importaram mais garrafas de Vinho do Porto que em 2018: Holanda (+1,7%), Reino Unido (+8,8%), EUA (+1,8%), Alemanha (+6,2%), Dinamarca (+11,3%), Espanha (+11,6%) e Brasil (+12,7%).

O Vinho do Porto é o vinho português em que as exportações têm tradicionalmente mais peso no total das suas vendas (81% do volume de negócios em 2018) e, consequentemente, o vinho português com maior quota nas exportações de vinhos portugueses (em 2018 representou 38% do total das exportações portuguesas de vinho e 59% das de vinho com Denominação de Origem Protegida).

Neste início de 2020, quando ainda não estão disponíveis os números finais das exportações portuguesas de vinho em 2019, mas com os dados relativos ao Vinho do Porto aqui apresentados, podemos desde já confirmar o seu contributo para o desejado crescimento das exportações de vinhos portugueses, o qual traduz o seu indubitável prestígio internacional.

 

Gilberto Igrejas

Presidente do IVDP