O Douro é um território de alto valor acrescentado! As oportunidades estratégicas estão aí!

Há um contexto incerto e aparentemente duradouro.

No mundo, na Europa, em Portugal e na nossa região.

Há um momento, curto, para a ação.

Ação para a necessária adaptação a esta nova realidade e de aproximação aos novos cenários.

Não nos iludamos quanto às mudanças psicossociais. Elas vão alterar as perceções e as opções. Na procura turística, na procura de produtos que a região produz excelentemente.

As mudanças, para a região, não serão necessariamente más. Pelo contrário. Chegou da pior forma o reconhecimento das virtudes deste território.

Há no ar um conjunto de oportunidades estratégicas para o Grande Douro:

A necessidade crescente de lazer confinado. A associação deste território ao conceito de saúde e bem estar. A certeza de ser uma região de produções altamente diferenciadas.

O Douro é um território de alto valor acrescentado!

Mas só conseguiremos ter sucesso se tratarmos bem os que cá vivem, com melhores cuidados de saúde, com melhor compensação para o trabalho.

Importa também que sejamos capazes de pensar em escalas sustentáveis.

Considero,  muitos consideramos, existirem patamares estruturantes para a consolidação do nosso desenvolvimento:

A produção agrícola de excelência; o turismo de exceção; a aproximação da ciência residente nas instituições de ensino superior às dinâmicas económicas e sociais do território; trazer para cá  projetos impactantes, criadores de emprego altamente qualificado, e, por último, a reorganização das respostas em saúde. Falta um, fazer da atividade cultural uma grande bandeira- a música, as artes-plásticas, etc.

o Douro é excelência!

O Douro é diversidade!

O Douro é elevada qualidade!