Vozes dos Municípios: Sabrosa

Por José Manuel Marques, Presidente da Câmara Municipal de Sabrosa

Sabrosa atravessa um Verão animador na medida em que viu fortemente aumentado o número de turistas e viajantes que visitou o Concelho! É o que nos dizem, entusiasmados esatisfeitos, os empresários de turismo que viram aumentar o seu negócio, estimulando a economia local e fazendo-nos prosseguir na estratégia definida, de estímulo à atratividade do Concelho e do Douro em geral.

Assim, o sucesso da “instalação Fernão de Magalhães” que permite experimentar sensações e emoções da Primeira Viagem de Circum-navegação, o Espaço Miguel Torga da autoria de Eduardo Souto de Moura, o Armazém de envelhecimento de vinhos projetado por Siza Vieira, o Polo Arqueológico de Garganta, a Casa Aires Torres, a aldeia vinhateira de Provezende, os trilhos panorâmicos e miradouros ou a possibilidade de um passeio de barco no Douro, propõem aos visitantes do Concelho uma interessante paleta de visitas.

A isto acresce ainda a calorosa e convivial receção que sempre demonstram os sabrosenses e que é a todos os títulos fundamental na dinâmica que desenhámos.

Juntamente com a minha equipa de trabalho, sempre tivemos uma visão estratégica do desenvolvimento local: contemplar a vertente social, cultural, económica e ambiental do território, partilhando um ideal de Concelho à imagem daquilo que queremos, tendo em conta as aspirações da coletividade mas também os novos desafios que inexoravelmente se colocam.

Orgulhamo-nos de ter conseguido uma excelente estrada para facilitar o acesso de quem nos visita e levar longe os nossos produtos, a que continuaremos a conferir valor de mercado, gerando riqueza. Sempre pugnámos pela coesão nacional e exigimo-la até à exaustão.

Acabamos de celebrar o Dia do Diploma, em conjunto com a Escola, que nos permitiu premiar muitos alunos de nível excelente, que nos orgulham e demonstram os resultados da forte aposta na educação, tão importante neste desiderato de valorização.

Tendo em conta a nossa história e tradição, de coletividade com características e identidades únicas, os nossos objetivos podem ser ambiciosos: é desta forma que estivemos na Génese da Rede Mundial das Cidades de Magalhães! E portanto referencia internacional, por ser terra de Fernão de Magalhães.

Com o olhar pousado sobre o extraordinário património do século XXI, que distingue o nosso Concelho pela sua coabitação harmoniosa com a profusão de belíssimos solares de há 400 anos, conseguimos distinguir uma capacidade única de ancorar o desenvolvimento na modernidade e na inovação.

A profusão de atividades e a vontade que une os granitos do norte da região aos vinhedos do Alto Douro Vinhateiro, fazem de Sabrosa um território para todos e do qual cada um se pode orgulhar. Miguel Torga, também ele nascido no concelho, escrevia: “…descer de Sabrosa para o Pinhão, estacar em S. Cristóvão, e abrir a boca de espanto.”

E, de novo em Setembro, todos os caminhos vêm dar a Sabrosa: é aqui, caro leitor do jornal VIVADOURO, que esperamos a sua visita em mais uma edição das Lagaradas Tradicionais de Celeirós do Douro, no último fim-de-semana e cheias de animação.